A Dança é a linguagem do corpo e o idioma da alma

Em meados de outubro de 2015, recebi um carinhoso convite para escrever no blog da Ana Botafogo. Fiquei muito contente, porque além de ser uma excelente bailarina, também é uma pessoa muito querida e nem consigo imaginar o que seria da minha geração se não crescêssemos vendo a Ana pelos palcos brasileiros. O convite partiu […]

Autoconfiança, a gente não vê por aí…

Fiz uma aula, dia des­ses, com­ple­ta­mente diferente. Além da minha Sauer Danças de todos os dias, tenho fre­quen­tado tam­bém a minha vizi­nha Petite Danse, na Tijuca. E des­co­berto coi­sas incríveis. A força da ener­gia da dança imanta o pré­dio da escola e pene­tra as salas e os movi­men­tos. Não sei se todo mundo per­cebe, mas […]

Paixão e frustração no balé

Sim, siga­mos. Como o balé está asso­ci­ado à per­fei­ção de movi­men­tos com­ple­xos, é muito fácil se frus­trar nessa ati­vi­dade. Tenha a pes­soa a idade que tiver. E exis­tem, sim, limi­ta­ções que o corpo vai impondo no decor­rer do tempo. As arti­cu­la­ções vão ficando mais pre­sas, os mús­cu­los mais frou­xos, o exato oposto do que pre­ci­sa­mos como […]

A bailarina que dança com a alma

Tombé, pas de bour­rée, glis­sade, pas de chat! Tombé, pas de bour­rée, glis­sade, pas de chat! Tombé, pas de bour­rée, glis­sade, pas de chat. A voz da pro­fes­sora é enér­gica. As alu­nas evo­luem na dia­go­nal da sala, repe­tindo, com­pas­sa­da­mente, a sequên­cia de movi­men­tos. Repetem uma, duas, três, vinte vezes. O can­saço é visí­vel, mas elas não […]

En dehors ou en dedans?

Comecei a ir para o bal­let com 4 anos. Quando você é muito pequena mui­tas coi­sas pas­sam des­per­ce­bi­das, inclu­sive as dife­ren­ças entre você e as outras crianças. Sempre gos­tei muito de ir pro bal­let e tam­bém não tinha difi­cul­da­des mai­o­res apa­ren­tes. Acompanhava e até dan­çava com meni­nas mais velhas do que eu, sem­pre deco­rei as core­o­gra­fias […]

O brilho nos olhos

Algumas pes­soas gos­tam de bal­let, outras amam, outras nas­cem para ele… É bem difí­cil dife­ren­ciar uma bai­la­rina da outra. De qual grupo cada uma é? Gosta, ama ou nas­ceu? O que faz a gente per­ce­ber a ver­dade no talento é o bri­lho dos olhos. Bailarina tem alma de bai­la­rina! Isso nin­guém imita, não há treino que crie. […]

Mamãe, eu quero ser bailarino!

– Eu que­ria con­ver­sar com você. Pode ser agora? – Agora??????????? Não está vendo esta mon­ta­nha de papel? São con­tas. CONTAS. E cadê grana pra pagar tudo isso? Esse mês não vai dar! – Tô falando sério, mãe. A gente pre­cisa con­ver­sar. E tem que ser agora. – Quando são os seus assun­tos… é urgên­cia na certa! Não […]

Troquei o analista pela sapatilha de ponta

Bailarinas são muito magras, muito jovens e pre­ci­sam come­çar muito cedo. Na con­tra­mão (como sem­pre) de todos esses dog­mas que ouvi durante a vida inteira, lá estava eu, com 37 anos, acho, pronta (coque, rede, sapa­ti­lha, col­lant) para a minha pri­meira aula de bal­let clás­sico numa turma de adul­tos ini­ci­an­tes. Não era nada jovem, muito magra […]